Deixa de ser aplicada no Brasil a segunda dose da vacina da Febre Amarela

  • Compartilhe

Reprodução

Para quem já viajou para fora do Brasil ou quem mora em regiões consideradas de alto risco, é mais que natural sermos alertados a comparecer ao posto de saúde mais próximo para tomarmos a vacina da Febre Amarela, que é gratuita e que antes era distribuída por duas doses, a partir desse ano de 2017 está sendo distribuída apenas em uma dose.

A segunda dose deixa de ser aplicada seguindo a recomendação da Organização Mundial de Saúde, o ministério da Saúde diz que a decisão não teve a ver com o aumento da procura (principalmente em regiões endêmicas) e garante que não faltam vacinas.

Desde 2013, a OMS recomenda a aplicação de uma única dose da vacina. O Brasil, por ser o maior produtor mundial da vacina contra a febre amarela, continuava a dar duas doses: a de reforço dez anos depois da primeira dose. Agora, a orientação do ministério da Saúde mudou: os brasileiros só vão precisar tomar a vacina uma vez.

E se o certificado internacional de vacina, para quem vai viajar para áreas de risco, tiver validade de dez anos? Segundo a Organização Mundial de Saúde, não é preciso fazer a renovação do certificado internacional da vacina contra a febre amarela já emitido, mesmo que esteja escrito que a validade está vencida.

E quem tomou a vacina há mais de 10 anos, também está protegido com a dose única? “A vacina continua sendo a mesma, a mesma forma de produzir, a mesma qualidade”, diz Artur Roberto Couto, diretor de BIO-Manguinhos.

Com os bebês, cuidado: para os que tem até 6 meses de vida, a vacina para febre amarela é contraindicada. De 6 a 9 meses, o bebê só pode ser vacinado em caso de epidemia ou viagem para área de risco. Mesmo assim, os pais devem seguir a orientação dos médicos. Acima de 9 meses, o bebê pode tomar a vacina, mas não tem mais reforço com uma segunda dose, aos quatro anos.

  • Compartilhe
Por Bianca Costa
Bianca Costa é formada em turismo e completamente apaixonada pro viagens, em 2015 largou tudo no Brasil para viver um ano como au pair na Alemanha.
    06.10.2017
    Nenhum Comentário