Gol vai passar a cobrar pelo assento marcado

  • Compartilhe

Novas mudanças da Gol Linhas Aéreas, o consumidor também terá um preço por escolher o assento. Foto: Reprodução.

No ano passado algumas cia aéreas passaram à cobrar o despache da bagagem, esse ano a Gol acabou de anunciar que vai começar a cobrar por assento marcado na hora da compra da passagem. A escolha do assento, no entanto, continuará a ser gratuita para os clientes a partir de 7 dias antes do embarque.

Essa mudança da Gol faz parte de suas classes tarifárias e funciona da seguinte forma; a nova a criação da tarifa Promo, que é a classe tarifaria a mais acessível, irá a passar a ter descontos de até 30%.
Então aos que comprarem passagens nas tarifas Promo ou Light não terão direito a despacho de bagagem gratuito nem a escolha de assento no momento da compra ou seja ao contratar os serviços, passa a pagar taxas adicionais.

Já as tarifas Max e Plus, que são mais caras, poderão despachar sua bagagem gratuitamente e escolher os assentos marcados na hora da compra, sem custos adicionais.
A ordem dos advogados (OAB) questiona a cobrança de assentos pela Gol e disse que vai entrar na justiça contra a empresa.

Vale lembrar que clientes do programa de fidelidade da companhia aérea podem ter descontos ou isenção, a depender da categoria da fidelização. A cobrança pela marcação de assento é uma prática comum entre as empresas de baixo custo internacionais. No Brasil, a Gol é a primeira a cobrar pelo serviço.

Além das Gol as outras empresas concorrentes parece seguir o mesmo caminho.O consumidor tem que ficar de olho para essas novas mudanças para não ser pego de surpresa e acabar pagando uma tarifa sem saber da devida cobrança posteriormente.

_____________________________________________________________________________________________________

PLANEJANDO VIAJAR CLIQUE AQUI E ENTRE NO BOOKING.COM PARA GARANTIR OS MELHORES PREÇOS

  • Compartilhe
Por Larissa Ferreira
Graduada em Turismo, ama Fotografia, História e Gastronomia. Se aventurou na Irlanda onde morou dois anos, passou por 14 países e agora esta no Brasil para contar sobre suas experiências que carrega em sua bagagem.
02.03.2018
Nenhum Comentário
Deixe seu comentário